Agrada-te Do Senhor

Este texto tem sido muito pregado, mas nem sempre bem interpretado, pois ele pode ser usado como um texto de autoajuda, no sentido de satisfazer tudo aquilo que o nosso ego deseja.

A RELIGIÃO PROPÕE TROCA. O CRISTIANISMO EXIGE ENTREGA.

Apessoa que tem uma mentalidade religiosa entende que se fizer a vontade de Deus, terá satisfeitos todos os desejos do seu coração, ou seja, haverá uma troca. Vamos procurar exemplificar. Atualmente o testemunho das pessoas sobre as bênçãos de Deus está relacionado às coisas materiais, aquilo que é visível.Estou agradando a Deus por isso estou prosperando materialmente. Isso evidencia uma troca que está sendo realizada.

“Agrada-te do Senhor…” – aqui não está falando de agradar ao Senhor, mas agradar-se do Senhor. O que isso significa? Significa que por eu conhece-lo e amá-lo me agrado dos seus caminhos, da sua vontade, dos seus planos, do seu propósito, da sua palavra, da sua santidade, da sua verdade,da sua justiça. Entendo que seus caminhos e pensamentos são mais altos, mais nobres do que os meus caminhos e pensamentos. Entendo e aceito que a sua vontade é boa, agradável e perfeita. Eu tenho prazer no Senhor e a ele me submeto. Eu tiro os olhos de mim mesmo e os coloco no Senhor.

“…e ele satisfará os desejos do teu coração”. – Não existe nada mais egoísta que os desejos do nosso coração. Precisamos entender que os desejos do nosso coração quase sempre são incompatíveis com os desejos de Deus,pois os desejos do nosso coração geralmente são egoístas, buscando a satisfação do ego, enquanto os desejos do coração de Deus busca glorificar o seu nome.

Como então o texto nos diz que ele satisfará os desejos do nosso coração?

Àmedida que eu procuro me agradar de Deus, procurando conhece-lo mais e mais,vou descobrindo que os desejos do meu coração estão alinhados com os desejos do coração dEle, motivo pelo qual ele vai satisfaze-los.

Não pensarei mais em mim, mas nele. Não procurarei fazer a minha vontade, mas adele. Procurarei realizar os seus sonhos, não os meus. O seu plano terá prioridade na minha vida e não os meus planos. Vamos descobrindo que a cada momento vamos saindo de cena e Deus vai sendo exaltado. Foi isso que João Batista expressou quando disse em João 3:30 – “Convém que ele cresça e que eu diminua”.

“Entrega o teu caminho ao Senhor…” – quando lemos caminho precisamos entender como entrega tua vida ao Senhor. Esta é a exigência do discipulado de Cristo – Entregar.A partir do momento que você entregou não pode mais haver uma reivindicação. A sua vida é dele, não mais sua. A entrega implica em dizer que você entregou o controle, o comando de todas as coisas ao Senhor, portanto não há nada que possa reivindicar para si mesmo. Quando isso realmente acontece tudo parece indicar um total desamparo, a perda de todas as coisas e um comando de morte para o seu eu. Somos extremamente feridos quando abandonamos do que é nosso para dedicar tudo a o Senhor. Pertencer inteiramente a Deus implica em ficar livre do apego ao seu ego. Seu desejo é somente para Deus e para as coisas de Deus.

Filipenses 2:13 “…porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar”.

Esse versículo sempre me chamou a atenção porque o que nele está escrito não deixa nenhuma oportunidade para que EU possa atuar. O ego está completamente descartado. Tudo é promovido por Ele, até mesmo o meu querer e o meu fazer.Isso é uma vida totalmente entregue ao Senhor.

“…confia nele,…”. – é muito difícil confiar, pois confiar exige autonegação. Para entregar algo valioso você precisa confiar na pessoa, pois precisa ter certeza de que ela não falhará. Você só confia em alguém se você conhece o caráter, a idoneidade, a integridade dessa pessoa. Quantas vezes nós entregamos algumas coisas para Deus, e logo em seguida tomamos de volta, porque entendemos que Ele não tem a devida competência para dar a solução. Quantas vezes entregamos algo para o Senhor, mas ficamos com “um pé atrás”se Ele vai realmente resolver a nossa situação. Às vezes entregamos algo para o Senhor, mas temos uma “carta na manga”, pois se não der certo temos um plano B. Todas essas questões citadas anteriormente não refletem uma pessoa que confia plenamente. É uma confiança desconfiada a isso damos o nome de dúvida.

Tiago 1:6 a 8 – “Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando;pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento.Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos”.

O Senhor é totalmente confiável, pois ele é fiel e não pode negar a si mesmo.

“…e o mais ele fará” – a ideia que setem é a mesma do início do versículo, é o de que Deus realizará todos os nossos desejos, fará tudo o que for necessário para que eu me sinta bem.  Na verdade o encerramento desse versículo quer dizer que a partir do momento em que entregamos o controle de nossa vida a Ele,não nos preocuparemos com mais nada, pois tudo o que for necessário para o cumprimento do seu propósito em nossa vida ele o fará. Creio também que o suprimento de todas as nossas necessidades estão inclusas. Deus em sua paternidade não nos deixará faltar nada. Não ficará de fora nenhum detalhe.Podemos verdadeiramente entregar nossa vida, nosso caminho ao Senhor na certeza de que Ele cuidará de nós.