Sem Mim Nada Podeis Fazer

Eu sou a videira verdadeira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto, porque SEM MIM NADA PODEIS FAZER. – João 15:5

Muitas vezes nos questionamos porque não sentimos a presença de Deus, porque não há as manifestações do Espírito Santo. Há muitas pessoas que desejam ter intimidade com Deus, entretanto, querem se relacionar com um Deus santo, mas suas vidas estão em pecado. A igreja está contaminada pelo sistema do mundo, de acordo com o texto a seguir.

“Deixem de amar esse mundo mau e tudo o que ele lhes oferece, pois quando vocês amam estas coisas mostram que realmente não amam a Deus; porque todas estas coisas mundanas, estes maus desejos – a loucura pelo sexo, a ambição de comprar tudo o que atrai vocês e o orgulho que resulta da riqueza e do prestígio – não provém de Deus, e sim do próprio mundo pecaminoso. E este mundo está perecendo, e estas coisas más e proibidas perecerão com ele, mas todo aquele que perseverar em fazer a vontade de Deus, viverá para sempre”. – I João 2:15 a 17 -Bíblia Viva.

Gostaria também de salientar o que diz a Bíblia judaica com relação as coisas deste mundo: “os desejos da natureza humana, os desejos dos olhos e as exigências da vida”.

“Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte na sua força, nem o rico na sua riqueza; mas o que gloriar-se, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o Senhor e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado diz o Senhor”. – Jeremias 9:23.

Através deste texto a palavra de Deus, constatamos uma realidade dos nossos dias.

  • Não se glorie o sábio na sua sabedoria – esta afirmação nos fala sobre o homem que diz: EU SEI (fala de conhecimento, de informação
  • Nem o forte na sua força – o homem que diz EU POSSO (a força do braço, poder, posição).
  • Nem o rico na sua riqueza – esta afirmação fala sobre o homem que diz EU TENHO (dinheiro, patrimônio, reserva financeira

Qual a conclusão que chegamos para o homem que diz EU SEI, EU POSSO, EU TENHO? A conclusão é simples: ele não precisa de Deus, ele se basta. E Jesus nos fala: Sem mim nada podeis fazer.

Como podemos sobreviver espiritualmente a uma época como esta? Só há uma forma: ser cheio do Espírito Santo.

Precisamos ter um cristianismo de experiência. Precisamos dar ênfase a experiência do que simplesmente explica-la teologicamente.

Devemos ter duas experiências espirituais distintas, porém complementares, a primeira é a conversão, quando recebemos a Cristo como Senhor e Salvador. A segunda é o batismo com o Espírito Santo.

Quando isso acontece entramos num processo de transformação que nos direciona a viver uma vida santa e agradável a Deus.

É interessante vermos que estas duas experiências nos proporcionam:]

I João 2:27 – “Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou”.

Diante deste texto podemos dizer também que EU SEI, mas agora debaixo da unção do Espírito Santo que habita em mim.

Atos 1:8 – “mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até os confins do mundo”.

Cheio do Espírito Santo EU POSSO, pois podemos todas as coisas naquele que nos fortalece – Filipenses 4:13.

João 14:17 – “O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós”.

Diz este texto que o Espírito Santo habitará em estará em mim. Portanto, EU TENHO a presença de Deus em minha vida.

Quando estas duas experiências acontecem em nossa vida (conversão e batismo com o Espírito Santo) rumamos à santidade e a uma vida cheia da graça de Deus.

Deus abençoe!
Ap. Sidinei Consteila.