O Outubro Rosa é um movimento criado nos Estados Unidos, na década de 90, com a finalidade de incentivar a participação das pessoas no controle do câncer de mama. Hoje, a data é comemorada em muitos países que visam a conscientização da população sobre o problema e o compartilhamento de informações sobre a doença.

No Brasil, muitas instituições, organizações e empresas participam ativamente do Outubro Rosa, como o Inca – Instituto Nacional de Câncer, engajado no movimento desde 2010. Entre as atividades desenvolvidas, destacam-se a criação de espaços de discussão sobre o controle do câncer de mama e a disponibilização de materiais informativos para profissionais de Saúde e sociedade.

urante todo o período do Outubro Rosa 2014, com o objetivo de promover o movimento, a prefeitura de São Paulo determinou a iluminação de diversos monumentos e obras públicas na cor rosa, como o Viaduto do Chá, Monumento às Bandeiras e Ponte Estaiada. Provavelmente, a iniciativa será repetida este ano, mas até o fechamento desta edição de SOMOS, não havia sido divulgada a programação.O câncer de mama é o mais incidente na população feminina do Brasil e do mundo – excetuando-se o câncer de pele não melanoma –, e a maior causa de morte por câncer nas mulheres: cerca de 520 mil/ano. No País, o risco estimado é de 56,09 casos a cada 100 mil mulheres.

A taxa de mortalidade por câncer de mama permanece elevada no Brasil, segundo especialistas, porque o diagnóstico ocorre, geralmente, em estágio avançado. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima dessa faixa etária a incidência da doença cresce rápida e progressivamente.

Para mais informações, acesse: www.inca.gov.br

Fonte:http://www.cruzazulsp.com.br/