Nova Estação/Novo Ciclo – Tempo de Cura

“Era Josué, porém, já idoso, entrado em dias; e disse-lhe o Senhor: Já estás velho, entrado em dias,e ainda muitíssima terra ficou para se possuir”. – Josué 13:1.

Vemos neste texto o Senhor tratando de duas coisas extremamente importantes:

1. Tempo – o tempo é algo importantíssimo e irrecuperável.Pode parecer que o Senhor está chamando a atenção de Josué no sentido de que ele perdeu tempo dentro do propósito de Deus, pois ele fora chamado para fazer Israel entrar e possuir a terra que o próprio Deus havia prometido. Como se ele não tivesse sido bastante sábio para aproveitar as oportunidades.

Alguém certa vez escreveu sobre o tempo da seguinte forma:

“O tempo é por demais longo para quem espera.
É muito curto para quem goza a vida.
Para quem sofre o tempo se arrasta.
Para aquele que hesita o tempo é veloz.
Para quem ama o tempo não existe.

2. O que se deixou de realizar –muita coisa poderia ter sido feita, muitas bênçãos desfrutadas, conquistas realizadas, entretanto muita coisa ficou para se possuir.

Quais os motivos que levaram essas pessoas a não fazerem conquistas em suas vidas, pois para isso haviam sido chamadas:

1. Josué 13:13; 15:63; 16:10 e 17:12 – O Senhor tinha ordenado que os inimigos fossem aniquilados, Israel entretanto além de não liquidá-los permitiu que eles convivessem com  ele. Isso os levou a mesclar seus princípios,valores, costumes, tradições, cultura e a religião. Quando essas coisas em nossas vidas estão comprometidas, impedem nosso progresso e paralisa nossas conquistas.

2. Josué 18:1 a 3 – após fazerem algumas conquistas tornaram-se remissos (descuidados, negligentes, que tardam em fazer as coisas, relaxados). Entraram numa zona de conforto. A sociedade moderna nos oferece todas as condições de ficarmos na zona de conforto, sinalizando que avida espiritual não é tão importante (orar, meditar na palavra, participar de uma célula, culto, culto de ceia, etc).

É importante salientar que o Senhor está não somente chamando a atenção de Josué,como também responsabilizando-o, como líder, da paralisia da conquista.

Dentro do tema proposto quero salientar também outro aspecto que nos impede de entrar numa nova estação, num novo ciclo e de fluir na presença de Deus, na graça do Senhor e no poder do Espírito Santo.

Ilustração:

O pastor John Daiana teve dezenas de milhares de dólares desviado da sua igreja por uma pessoa que ele achava que era fiel. Incluindo no que ela roubou estava o fundo de aposentadoria inteiro do pastor Daiana; foi totalmente limpo. O pastor diz:

“A coisa mais importante que foi roubada foi o amor e a confiança; alguém que ameie confiei me apunhalou pelas costas. Enquanto dirigia na estrada, comecei apensar sobre isso e fiquei tão zangado que comecei a chorar. Foi quando o Senhor me disse: “Você está mais ferido profundamente e muito pior do que percebe e precisa de um lugar onde possa receber ajuda”.

Fuià reunião do presbitério de nossos presbíteros e disse: “Ouça pessoal precisode auxílio; estou destruído com isso. Eles derramaram o amor de Cristo em mim.Um processo de cura se iniciou e posso dizer honestamente que não tenho vestígio de ira para com este irmão. Não tenho vestígio de animosidade; não quero o pior para ele. Não tenho pensamentos maus; de fato, honesta e verdadeiramente quero ver a redenção e restauração acontecer na vida dele.(Livro Guerreiros dos tempos finais – Jhon Kerry e Paul Costa – página 64)

Oque desejo é salientar que as nossas emoções/sentimentos muitas vezes nos impedem de entrar numa nova estação, num novo ciclo. Enquanto você vê pessoas sendo curadas, libertas, abençoadas, por mais que você deseje não consegue fluir na dimensão do Espírito Santo.

Sentimentos que podem nos impedir:

Raiva, irritação, ira, mágoa, ressentimento, deslealdade, traição, falta de perdão,tristeza, desânimo, desistência, pensamentos negativos e impuros, palavras malditas, injustiça, vergonha, timidez, covardia, medo, preguiça, comodismo,infidelidade, preocupações com o presente e com o futuro, fraqueza física,vontade de separar do cônjuge, vontade de morrer, de sumir, palavras enfraquecedoras.

Deus tem nos prometido que está vindo uma nova estação, um novo ciclo para a igreja,dentro de um processo gradual e perseverante. Por isso quero incentivá-lo a considerar o processo de cura do pastor e tentar aplicá-lo em sua vida.

  1. Reconhecimento do sentimento que domina.
  2. Confessar o pecado – sentimento que está dentro de você.
  3. Ouvir e obedecer a Deus.
  4. Estar disposto a ser ajudado
  5. Buscar ajuda – mentor – tiago 5:16.
  6. Receber o poder restaurador de Deus, a graça do Senhor Jesus e as consolações do Espírito Santo.

Deus abençoe!
Ap. Sidinei Consteila