Comunhão

Se, porém,andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo o pecado”. – I João 1:9.

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós”. – II Coríntios 13:13 – benção apostólica.

“Eperseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão…”  – Atos 2:42. – instrução apostólica.

No ano de 1976 tive oportunidade de estudar no STERGS – Seminário Evangélico do Rio Grande do Sul. Havia um irmão americano de nome Lowel A. Bailey. Na época escreveu sobre a “Crise de Comunhão”.Ele enfatizava que para haver comunhão precisa haver mutualidade, ou seja, quehaja coisas que precisam ser mútuas. Exemplo: “O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros”. João 15:12.; “Portanto, acolhei-vos(aceitai-vos) uns aos outros” – Romanos 15:7; Consolai-vos uns aos outros” – I Tessalonicenses 4:18; “Suportando-vos uns aos outros” – Efésios 4:2.

Se naquela época já se falava em crise de comunhão na igreja, imaginemos em nossos dias, onde as redes sociais, o individualismo e o egoísmo tem predominado nesta sociedade moderna.

O propósito desta palavra é de nos examinarmos e procurarmos encurtar distâncias para que possamos vivenciar de forma prática o evangelho.

Vocêtem facilidade de se relacionar? Você tem facilidade de ter comunhão?

Porque é tão difícil ter comunhão?

  1. Temos absorvido a forma de viver da sociedade.
  2. Comodidade – nos fechamos, não queremos novos relacionamentos. Individualismo.
  3. Um novo relacionamento pode trazer bênçãos, mas também pode trazer problemas. A pessoa pode precisar da minha ajuda numa situação de enfermidade, de conflitos ou financeiramente e eu preciso ajudá-la.Hoje as pessoas estão interagindo, tendo mais comunhão com o seu cachorro, seu gato, pássaro, hamster. Interage com os animais porque eles não reclamam, não cobram, não confrontam. Os animais tem mais valor que um ser humano. Tem gente hoje que quer ter vida de cachorro.
  4. Egoísmo – levantamos muros em nossas casas,moramos em condomínio com guarda 24 horas, interfone com câmera para ver quem é e se vai recebe-lo ou não.
  5. Ter comunhão nos leva a intimidade e muitas vezes não queremos compartilhar nossa vida, nossas lutas, nossos problemas.
  6. Temos medos diversos: nos fechamos porque confiamos nas pessoas e elas nos traíram, porque elas podem nos interpretar deforma errada, nos julgar, avaliar, serem preconceituosas. Temos medo de ser explorados, das pessoas se aproveitarem de nós. Temos medo de investirmos na comunhão e não sermos correspondidos da mesma forma.
  7. Quando valorizamos as coisas externas a comunhão se torna difícil; posição sócio econômica, o grau de instrução, a aparência, o cargo que ocupo na empresa que trabalho.
  8. Redes sociais – a comunhão é virtual. Você pode ter um milhão de amigos no face, mas quando você precisar eles não estarão presentes. Hoje despedimo-nos no whats mandando beijos e abraços, mas que na realidade nunca foram dados pessoalmente.
  9. Imaturidade da igreja – porque não é ensinado que para amar o próximo precisamos ter comunhão uns com os outros

No hebraico a palavra para comunhão é habar – ser ajuntado, unido, ligado, ser compacto. No grego a palavra é Koinonia – comum, cooperação.

Comunhão significa companheirismo, ou seja, que precisamos de fato passar tempo com as pessoas e termos prazer em gastar tempo com elas. É fácil dizer que amamos quando passamos a maior parte do nosso tempo sozinhos. Só poderemos amar, se investimos tempo com as pessoas.

Tempos atrás fomos a um restaurante almoçar e encontramos um casal de irmãos.Almoçamos juntos. Não havia nada programado. Ao nos despedirmos não disse: -Foi muito bom termos estado juntos. Porém, lhes disse: – Me fez muito bem termos almoçados juntos. A comunhão é algo espontâneo e que produz alegria e satisfação.

Chegamos ao ponto em que precisamos nos desconectar para poder nos conectar:desconectar-nos de mídia para nos conectar com as pessoas. Isso acontece dentro da nossa casa. Famílias que não tem mais comunhão. Cada um no seu quarto, com seu smartfone, com sua TV.

A verdadeira comunhão não pode ser forçada nem marcada como um compromisso na agenda; precisa ser escolhida e aceita. Corra o risco de conversar com essa pessoa sobre uma dúvida que martela seu coração, uma luta que está enfrentando,uma alegria que está experimentando. Agora você está em comunhão.

Salmo 133 – a excelência do amor fraternal.

Quando isso acontece ocorre algo fantástico: Ali,ordena o Senhor a sua benção e a vida para sempre.

Precisamos estar abertos para relacionamentos.

“Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz,mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo o pecado”. – I João 1:9.

Se desejamos verdadeiramente sermos discípulos de Jesus precisamos amar como ele nos amou.

I João 2:9 – “Aquele que diz estar na luz e odeia seu irmão, até agora, está nas trevas”.

I João 4:20 e 21 – “Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus a quem não vê. Ora, temos, da parte dele, este mandamento: aquele que ama a Deus ame também a seu irmão”.

Precisamos entender que o amor não é um sentimento baseado nas emoções, mas o verdadeiro amor é manifesto através de ações, independente se estou sentindo de fazer ou não, se estou me sentindo bem ou não, se estou disposto ou não.

 O apóstolo Paulo falando sobre a unidade orgânica da igreja nos diz:

I Coríntios 12:24 a 27 – “Mas os nossos membros nobres não tem necessidade disso. Contudo, Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra ao que menos tinha, para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros. De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam. Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente membros desse corpo”.

Como membros do mesmo corpo, estabelecemos um vínculo vivo e ativo.

Peçamos ao Senhor que renove nossas forças para estabelecermos comunhão uns com os outros e possamos ter uma vida cristã saudável.

Deus abençoe!

Ap. Sidinei Consteila.